Prana Filmes

Luciana Tomasi

Nasceu em Porto Alegre e formou-se em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1980). É diretora da empresa Prana Filmes. Foi repórter na TV Guaíba (1981) e na RBS-TV (1984). Começou sua carreira cinematográfica no início dos anos 80, na bitola super-8.

Foi produtora dos longas:  ”Inverno” (1983) , “Tolerância” (2000),  “Houve uma vez dois verões” (2002), “O Homem que Copiava” (2003), “Meu Tio Matou um Cara” (2004), “Sal de Prata” (2005), “Saneamento básico, o filme” (2007), “Antes que o Mundo Acabe” (2008), “Menos que Nada” (2011), e dos curtas:  “Passageiros” (1986),  “Aulas Muito Particulares” (1988), “Ilha das Flores” (1989)  “O Corpo de Flávia” (1989), “Memória” (1989), “Amor nos Anos 90″ (‘1989), “A Coisa Mais Importante da Vida” (1990), “Batalha Naval” (1992), “Vista da Janela” (1992), “Amigo Lupi” (1992), “Presságio” (1993), “A Pequena Vida das Pessoas Grandes” (1993),”Deus Ex-Machina” (1995), “Estrada” (1995), “Um Homem Sério” (1996), “Sexo e Beethoven- O Reencontro” (1997), “Ângelo Anda Sumido” (1997), “Trampolim” (1998), “Três Minutos” (1999 ), “O Velho do Saco” (1999),  “O Sanduiche” (2002), “Dona Cristina Perdeu a Memória” (2003), “Amores Passageiros” (2011) e “Os Caminhos de Scliar” (2014) .

Na televisão, atuou na produção de “A Roleta” (1988), “Incidente em Antares” (1994). “A Comédia da Vida Privada” (1997), “Luna Caliente” (1998), “Histórias do Bom Fim” (1991), “Grêmio Coração e Raça” (1997) e “O Futuro da Terra” (1997).

Escreveu os livros “Um Spa na índia” (Libretos, 2007) e “Três cidades perto do céu” (Artes e Ofícios, 2011).

É diretora do Cine Santander Cultural desde 2001, onde desenvolve o projeto educativo Primeiro Filme.