ESTÁ COMEÇANDO “A HISTÓRIA MAIS TRISTE DO MUNDO”

GZH – Ticiano Osório – 27/11/23

Livro de Mário Corso vai virar filme de Hique Montanari

Adaptação de “A História Mais Triste do Mundo” começará a ser produzida em 2024

O livro vencedor do Prêmio Açorianos de 2015 de Literatura Infantil, A História Mais Triste do Mundo, de Mário Corso, vai virar um longa-metragem com roteiro e direção de Hique Montanari. É o mesmo realizador do premiado Yonlu (2017), baseado na história do adolescente porto-alegrense que era um multiartista (fotógrafo, desenhista e principalmente músico) e que se suicidou em 2006, com o auxílio de outras pessoas via chat virtual.

Marco, personagem principal da obra literária, é vendido pelos pais a um circo ainda enquanto criança. O menino divide a jaula com um leão, trabalha nas tarefas diárias do coletivo e participa dos espetáculos. Diante de amizades com pessoas muito diferentes e um contexto de abandono, o pequeno protagonista amadurece.

As filmagens estão previstas para o primeiro semestre de 2024, e a estreia deve ser em 2025. As produtoras são a Container Filmes LTDA e a Prana Filmes. Por e-mail, Montanari concedeu entrevista para a coa seguir via e-mail para a Coluna sobre o seu novo filme, previsto para ser lançado em 2025:

O livro é voltado ao público infanto-juvenil. O filme também será? Essa é uma faixa etária pouco contemplada na produção cinematográfica gaúcha, né? Por que você acha isso?

Sim, o público do filme continua sendo o mesmo do livro, o infanto-juvenil. Os produtores acreditam que, mesmo com esse recorte de público, o filme dialogará com outros públicos e das mais diversas faixas etárias e perfis. O imaginário que envolve o circo é algo que povoa as lembranças de vivências ou, ao menos, de referências de nós todos. Além disso, e já vindo do livro, o roteiro narra uma trajetória de descobertas e amadurecimentos de um garoto excluído dos afetos e cuidados da sua família, o protagonista Marco, e que viverá no circo no qual é entregue pelos pais as primeiras experiências dos sentimentos e conceitos de solidariedade, empatia, amizades sinceras, respeito às diversidades, superação de medos e um contundente “NÃO” à toda forma de violência, não ao preconceito e não à exclusão. Logo, não há como essas abordagens deixarem de atingir a todos pois refletem a nossa vida, o dia a dia de cada um de nós, a nossa cultura, educação e sociedade palpável e real. Acredito que filmes para o público infantojuvenil deverão surgir em maior número. É um público tão grande e diverso quanto qualquer outro, inclusive com janelas específicas e exclusivas de exibição. Se produções gaúchas têm pouco contemplado esse público é uma questão de projetos voltados para tal. Mas temos e teremos muito mais filmes infantojuvenis made in RS.

Você enxerga conexões entre o Marco, personagem do livro do Mário Corso, e o Yonlu, protagonista de seu filme anterior?

Não. Absolutamente nenhuma.

A abordagem da história será mais realista ou simbólica? O leão que dorme ao lado do protagonista será representado como?

O filme trará a universo lúdico e fantasioso do circo, esse mesmo universo que é o que temos como imaginários de visualidades dessas atrações. Embora baseado em realismo, trabalharemos simbolismos já que, por uma questão de estética e de linguagem, mas também de produção, iremos cenografar o circo em estúdio. Nossas cenas internas serão todas cenografadas em estúdio. Nossas cenas externas terão a cidade de Porto Alegre como seu palco, com seus parques, avenidas, agitação e movimentos urbanos. O filme utilizará multitécnicas na sua narrativa, tais como a live action (elenco real em cenário cenografado ou real), desenho animado e outros recursos que virão de inspiração nas artes cênicas, como bonecos manipulados, por exemplo. Não utilizaremos nenhum animal real nas cenas de circo. Eles serão em animação ou bonecos. Os únicos animais reais que utilizaremos serão alguns cães para as cenas finais do filme, nas quais Marco já estará morando na cidade grande e começará a ser passeador de cães.

Já há algum encaminhamento sobre o elenco do filme?

O elenco do filme, composto por elenco adulto, adolescente e infantil, será, na sua maioria, se não no todo, de grandes nomes das artes cênicas locais e gaúchas. Fora atores e atrizes, trabalharemos com artistas de técnicas circenses, de palhaçaria, entre outras, todos profissionais daqui.

Produção: Maria Clara Centeno

XXXXX

Matinal – 20/11/23

“A História Mais Triste do Mundo”, livro de Mário Corso, ganhará adaptação para os cinemas

O livro infantojuvenil A História Mais Triste do Mundo (Ed. Bolacha Maria), do psicanalista e escritor gaúcho Mário Corso, vencedor do Prêmio Açorianos de 2015 de Literatura Infantil, será adaptado como filme de longa-metragem, com roteiro e direção do cineasta Hique Montanari.

O projeto foi contemplado na Chamada Pública ANCINE/BRDE/FSA – Novos Realizadores 2022. A produção do filme repetirá a parceria já feita no filme Yonlu (2018), com coprodução da Container Filmes LTDA, de Montanari, e da Prana Filmes, dos cineastas Luciana Tomasi e Carlos Gerbase.

Com produção de Luciana Tomasi e Patrícia Barbieri, o filme entra em fase de preparação, a partir de novembro de 2023, com produção e filmagens previstas para o primeiro semestre de 2024, em Porto Alegre e região metropolitana, com finalização e lançamento em 2025. No Brasil, o filme terá a distribuição da gaúcha Lança Filmes.

O roteiro narra a jornada de Marco, um garoto que, aos dez anos de idade, é vendido pelos pais para um circo que visita a sua cidade. No circo, o garoto fará amizades com crianças e adultos que mudarão a sua vida, enquanto divide a jaula com um leão.

Compartilhar

Mais Notícias

“Sioma Breitman, o Retratista de Porto Alegre” indicada ao XVI Prêmio Açorianos de Artes Plásticas

“Sioma Breitman, o Retratista de Porto Alegre” é finalista do XVI Prêmio Açorianos de Artes Plásticas em duas categorias distintas: Destaque Exposição Individual e Destaque Curadoria / Institucional! Esta exposição, que inaugurou o calendário de mostras do Farol Santander POA em 2022, tem uma conexão direta com as celebrações dos 250 anos da nossa cidade. […]

31 de outubro de 2023

Bio – Construindo uma vida na Primavera Gaúcha 🌸🎥

Nascido em 1959 e morto em 2070, um homem tem uma patologia especial que não o permite mentir. Depois de sua morte, amigos e membros de sua família se reúnem para relembrar acontecimentos especiais pelos quais passaram juntos e que montam um interessante retrato da biografia do rapaz. Misturando documentário e ficção, “Bio”, de Carlos […]

2 de outubro de 2023

Seminário Legalidade

A Câmara dos Deputados, por meio da Segunda-Secretaria da Mesa Diretora, realizará o Seminário Legalidade, que acontecerá dia 22 de agosto de 2023, às 14 horas, no Auditório Nereu Ramos (Anexo II). Neste evento, teremos a exibição do filme “Legalidade”, seguido de um debate enriquecedor com o diretor, Zeca Brito, parlamentares e outros convidados especiais. […]

16 de agosto de 2023

Legalidade na Argentina

O longa-metragem Legalidade (2019), de Zeca Brito, terá duas sessões inéditas na Argentina, com organização da Prana Filmes, Embaixada do Brasil em Buenos Aires, Instituto Guimarães Rosa, Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Cultura da Argentina. Confira a programação: CINE BRASILEROSábado, 26 de agosto, às 18hAuditório do Museo Nacional De Bellas Artes Neuquen (MNBA), […]

31 de julho de 2023
Voltar