Prana Filmes

Desculpe, pessoal!

Por em 19 de junho de 2013

Trabalho demais, preocupações demais, e acabei esquecendo de liberar os comentários ao meu último post. Peço desculpas. Agora estão lá. Até respondi a dois leitores que não concordam com o texto. E agradeço a todas as mensagens dando força. Aproveito para lembrar que escrevi o seguinte, em meados de maio:

"Ou a lei muda,  alargando as margens, ou a violência vai aumentar também.  O poder público sabe disso, tanto que foi cortar as árvores de madrugada. Não foi o juiz Diniz que determinou esse horário. A prefeitura e as forças da ordem não queriam confronto, muito menos violência. Tinham medo de quê? Daquelas 60 pessoas nas barracas? Duvido. Tinham medo que, à luz do dia, aquelas 60 se transformassem em 600, ou em 6 mil. E aí, meus amigos, o rio transbordaria, arrastando consigo a lei, a ordem e a as motosserras. O conflito da madrugada de 29 de maio de 2013 foi pequeno e curto. Menos de uma hora. Mas não pensem que ele acabou."

Agora, em junho, quando há mais de 60 mil na rua (infelizmente, sempre seguidos por 60 desordeiros que merecem apanhar da polícia), as autoridades estão realmente preocupadas.

Tags: